Uma Odisséia no Amasso

foto 22 (1)

Estreou em: 12 de abril de 2006

Já foi assistido por: 20.897  pessoas

Apresentações: 67

Estados: SP, RJ, SC

Faixa etária: a partir de 12 anos

Duração: 40 minutos

Sinopse:

Maria Eduarda e Pedro Henrique são jovens que estão prestes a transar sem camisinha numa escada de prédio. Repentinamente, porém, surge Glenda, uma divertida professora de educação sexual, que não só atrapalha os planos dos dois, como acaba mudando para sempre a posição deles em relação à prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e gravidez não planejada”.

Essa é a base do espetáculo UMA ODISSÉIA NO AMASSO, uma comédia que brinca com a meta-linguagem para falar de um assunto muito sério: a prevenção de DST´s e de gravidez na adolescência. A autora teve a preocupação de utilizar uma linguagem bem próxima à do jovem sem, no entanto, desviar-se do foco didático que o projeto exige. Para isso, buscou uma “didática irreverente”, apresentando conceitos, dados e informações de uma maneira diferente da usual. Todas as dúvidas apresentadas pelas personagens da peça foram resultado de uma pesquisa em livros didáticos de educação sexual utilizados nas escolas e também em sites direcionados aos jovens.

Texto, direção e sonoplastia: Claudia Valli

Cenários e figurinos: Tibicuera e Companhia

Iluminação e som: Ricardo Lyra Jr.

Fotos: Danilo Guimarães e Paulo Rodrigues

Direção de produção: Ludoval Campos

Elenco: Ludoval Campos, Marcela Coelho, Otavio Reis

Seção vazia. Edite a página para adicionar conteúdo aqui.

Luz: Mapa (material sugerido e possivel montagem de luz)

Som:
rider
1 aparelho de CD
1 microfone sem fio, no palco
Duas caixas de som de retorno no palco.

O Alienista

Estreou em: agosto de 2008foto 24

Já foi assistido por: 8 mil pessoas

Estados: PI, PR, RJ e Portugal

Faixa etária: a partir de 12 anos

Duração: 50 minutos

Sinopse:
O espetáculo fala do famoso Dr. Simão Bacamarte, que tenta estabelecer as fronteiras entre loucura e razão. Obcecado por seu ofício, o médico começa a ver traços de loucura em tudo e em todos, e interna dois terços da população na Casa Verde, o hospício que fundara. Ao constatar que a maioria da povoação estava internada, chega a uma conclusão impactante: loucos são os que não sofrem de desequilíbrio algum, e quem é desequilibrado é normal. E esta conclusão leva a consequências imprevisíveis.

Concepção, Adaptação E Interpretação: Gustavo Ottoni

Direção: Leticia Guimarães

Trilha Sonora: Vinícius Alkaim E Guido Berenblum

Iluminação E Opeção De Luz: Marcio Leandro Oliveira

Operadora De Som: Leticia Guimarães

Programação Visual: Ludmila Valente

Direção De Produção: Gustavo Ottoni

Seção vazia. Edite a página para adicionar conteúdo aqui.

Luz: Mapa (material sugerido e possivel montagem de luz)

Som:
rider
1 aparelho de CD
1 microfone sem fio, no palco
Duas caixas de som de retorno no palco.